Tishá Beav: Israel recorda com jejum e luto a destruição dos dois templos de Jerusalém

No final do dia 8, segunda-feira, e durante todo o dia 9 de agosto os judeus comemoraram o “Tishá Beav” em lembrança da destruição dos dois templos de Jerusalém. Os religiosos jejuaram durante 25 horas e guardaram rigoroso luto.

A data é lembrada no nono dia do mês hebraico de Av. Nesse dia os babilônicos, no ano de 586 a.C derrubaram o Templo de Salomão, que foi o Primeiro Templo de Jerusalém. Depois de reerguido, os romanos o derrubaram novamente, na mesma data mas no ano 70 d.C.

Em suas preces pelo dia os judeus cantam as chamadas “lamentações” (kinot) compostas na época medieval e que descrevem o sofrimento de seus antepassados pela destruição do templo. Além do jejum eles vestem roupas simples em sinal de humildade e luto.

A destruição dos templos tem um significado amplo, pois não faz memória só a queda do prédio, mas simboliza o fim da vida nacional do povo judeu, a perda de sua pátria, a perda da independência e o começo da dispersão entre os povos do mundo.

A data de 9 de Av também traz a lembranças de outros episódios como o decreto do rei Eduardo I, que forçou os judeus a deixarem a Inglaterra em 1290, o decreto Alhambra dos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela que em 1492 expulsou os judeus da Espanha.

Fonte: Gospel Prime





Comentários

Comunidade Cristã Reviver - Av. Iguaçu, 830 - Rebouças. Telefone: (41) 3015-7950